Quem contou a Lula 23 dias antes? Por José Nêumanne

Petista contou à Folha e El País que Moro seria “desmascarado” em 27 de abril e em 9 de junho site de Greenwald começou a contar em gotas teor das supostas mensagens

PF terá algo mais a investigar: como Lula podia saber das supostas mensagens divulgadas pelo Intercept 23 dias antes de elas serem reveladas? Foto: Ricardo Stuckert

Por José Nêumanne

Em 27 de abril, Lula disse a Monica Bergamo, da Folha de S.Paulo, e Florestan Fernandes Jr., do jornal espanhol El País, que Moro seria “desmascarado”. Em 9 de junho passado, portanto 43 dias depois, o site The Intercept Brasil, de Glenn Greenwald, pingou a primeira gota de seu veneno ao revelar suposta troca de mensagens entre o ministro da Justiça, Sergio Moro, e o chefe da força-tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol. Embora nenhuma das gotas tenha revelado crimes do ex-juiz, os anúncios de bombas que ainda estariam por vir criaram uma situação de desconforto para quem combate corrupção no Brasil. Em nenhum momento, o militante da esquerda americana submeteu tais mensagens à perícia técnica oficial, mas a notícia das supostas mensagens agitou setores dos altos tribunais que se tornaram desafetos da operação. Resta agora uma pergunta no ar: terá o mais famoso presidiário do Brasil poderes de adivinhar o futuro ou estaria ele informado com grande antecedência do que estava para aparecer no site e em seus parceiros nos meios de comunicação brasileiros, Folha de S.Paulo, Veja e BandNews?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *