Operação mira desvios de R$ 2,5 mi na Previdência de Orobó

Mandados são cumpridos em Pernambuco e outros dois estados

Mandados são cumpridos em Pernambuco e outros dois estadosFoto: Divulgação/MPPE

Desvios no Instituto de Previdência Municipal de Orobó (Ipreo) são alvo de duas fases da Operação Greed, desencadeada nesta terça-feira (23) pelo Grupo de Atuação Especializada de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público de Pernambuco (Gaeco/MPPE).

A operação, que conta com o apoio da Polícia Militar de Pernambuco, mira desvios de R$ 2,5 milhões feitos por uma organização criminosa em recursos do órgão da cidade da Mata Norte de Pernambuco. Segundo o MPPE, foram cumpridos até as 8h quatro mandados de prisão, sendo duas mulheres e dois homens detidos.

Ao todo, a operação cumpre um total de cinco mandados de prisão e 12 de busca e apreensão. As ordens judiciais são cumpridas em Orobó, Recife, Abreu e Lima, Paulista e em Vitória de Santo Antão, em Pernambuco; e em João Pessoa, na Paraíba; e Chapecó, em Santa Catarina.

Todo o esquema criminoso já vinha sendo acompanhado pelo Ministério Público desde 2015. Segundo o MPPE, as fraudes consistiam na concessão de aposentadorias fraudadas e/ou inexistentes em benefício do ex-presidente do Ipreo, Gustavo José da Silva, da esposa dele, Mirian Gizele de Abreu, e de “três amigos íntimos do casal”. A quadrilha também usava contatos com empresas para fazer lavagem de dinheiro e esconder a origem ilícita dos recursos.

Deixe uma resposta