Reitor eleito da UFPE é recebido no Palácio

Recepção ao reitor eleito da UFPE no Palácio do Campo das Princesas

Recepção ao reitor eleito da UFPE no Palácio do Campo das Princesas    Foto: Divulgação

O reitor eleito da UFPE,  Alfredo Macedo Gomes, acompanhado do vice-reitor eleito, Moacyr Cunha foram recebidos pelo governador Paulo Câmara (PSB) nesta terça-feira (16), no Palácio do Campo das Princesas. A eleição foi realizada na última segunda-feira (15). Além do governador, participaram da recepção os secretários estaduais de Educação e Esportes e de Ciência e Tecnologia, respectivamente Fred Amancio e Aluísio Lessa, o presidente da AMUPE, José Patriota e o ex-secretário de Juventude do Recife, Eduardo Granja, e o deputado Professor Paulo Dutra, vice-presidente da Comissão de Educação e Cultura da Alepe.

De acordo com Paulo Dutra, o estreitamento das relações entre a Universidade Federal de Pernambuco e os poderes Legislativo e Executivo é imprescindível para garantir a autonomia da universidade pública. “É muito importante estarmos fortalecendo essa relação com a Academia. Nestes tempos de ataques à educação em todos os seus níveis, é preciso lutar para garantir a continuidade de uma educação pública, gratuita e de qualidade social. É apenas com a educação que retomaremos o rumo do desenvolvimento no Brasil”, disse.

O deputado se comprometeu ainda a trabalhar na Assembleia Legislativa de Pernambuco com o objetivo de colaborar com o reitor eleito: “É preciso resistir ao descaso do Governo Federal para com a nossa educação. A UFPE é um importante instrumento de transformação social para quem tem como projeto de vida cursar a universidade. Não só como parlamentar, mas também como membro da comunidade escolar da Universidade Federal de Pernambuco, me comprometo em caminhar juto com o novo reitor, Alfredo Gomes, para garantirmos a continuidade e a ampliação do acesso ao ensino superior público e a qualidade do ensino, da pesquisa e da extensão”.

Eleitos em segundo turno, para serem confirmados na direção da universidade, os nomes dos professores Alfredo Gomes e Moacyr Cunha precisam ser validados pelo Ministério da Educação. Como de costume, o MEC recebe uma lista tríplice encaminhada pelo Conselho Universitário da UFPE e encabeçada pelos vencedores do pleito. A palavra final, porém, caberá ao Governo Federal.

Deixe uma resposta