Professores da UFPE lançam série em defesa da universidade pública

Uma realização da Associação dos Docentes da UFPE (Adufepe), em parceria com o Observatório do Conhecimento

Uma realização da Associação dos Docentes da UFPE (Adufepe), em parceria com o Observatório do ConhecimentoFoto: Divulgação

Na luta contra os cortes dos orçamentos das universidades públicas, docentes e pesquisadores da Universidade Federal de Pernambuco lançam, nesta quarta-feira (17), a série Observatório do Conhecimento. Uma realização da Associação dos Docentes da UFPE (Adufepe), em parceria com o Observatório do Conhecimento – rede formada por associações de docentes de universidades de diferentes estados brasileiros que dá título à produção -, a produção apresenta, em 20 capítulos, exemplos de como o conhecimento criado pelas instituições federais de ensino superior, através dos projetos de pesquisa e programas de extensão, afetam diretamente a vida da população brasileira.

A série tem como objetivo principal sensibilizar a sociedade civil sobre o papel essencial desempenhado pelas universidades públicas na produção do conhecimento e desenvolvimento do País. A atuação da UFPE, em específico, no campo das pesquisas e seus projetos multidisciplinares, é referência mundial por seu caráter inovador. O resultado desta vasta produção impacta diretamente na vida cotidiana da população em geral, através do desenvolvimento de novas tecnologias e ferramentas criativas e funcionais para resolver problemas coletivos.

Entre os entrevistados, nomes de referência na Ciência e Tecnologia como o do ex-ministro de CT&I Sérgio Rezende, do ex-secretário de educação superior do Ministério da Educação Amaro Lins, do diretor do Centro de Informática da UFPE (CIn), André Santos, da coordenadora da Cátedra Paulo Freire, Eliete Santiago, e da ex-Secretária de Educação de Pernambuco Silke Weber, todos docentes e pesquisadores da Universidade Federal de Pernambuco.

Nos capítulos, são apresentados exemplos de como a universidade pública contribui para o aprimoramento científico, econômico, social e cultural da sociedade, através de casos como o impacto do processo de interiorização da UFPE no desenvolvimento do Polo Têxtil no Agreste pernambucano com a implementação do Centro Acadêmico do Agreste; a atuação do Instituto Aggeu Magalhães e do Hospital das Clínicas, e suas descobertas em diagnóstico e combate ao Zika Vírus, Dengue e Microcefalia; e a implementação do Instituto de Pesquisa em Petróleo e Energia da UFPE, que reúne as atividades de 12 laboratórios, com objetivo de integrar ações que visem a realização de pesquisa, inovação, ensino e extensão nas diversas áreas da cadeia produtiva da indústria do petróleo, gás e biocombustíveis.

Presidente da Associação dos Docentes da UFPE, Edeson Siqueira destaca a produção audiovisual como um marco na luta contra os cortes de 30% realizados pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub, no orçamento das universidades federais. “Precisamos estar cada vez mais próximos da população e sensibilizá-los a respeito da importância que a universidade têm para o desenvolvimento político, social, econômico e cultural do País. As iniciativas realizadas dentro dos laboratórios e salas de aula, em seus mais diversos segmentos, afetam diretamente a vida de todos”, afirma o docente.

A série será divulgada diariamente, no canal do YouTube da Adufepe (https://bit.ly/2xOhHKf) e nas redes sociais da entidade, em 20 episódios de aproximadamente 1 minuto. Os vídeos contam ainda com acessibilidade comunicacional, através da tradução em libras.

Confira o primeiro episódio:

1# – Observatório do Conhecimento: André Furtado

No primeiro vídeo da série desenvolvida pela ADUFEPE e Observatório do Conhecimento em defesa das universidades públicas, o professor e pesquisador André Furtado fala sobre a importância da produção científica para o desenvolvimento de pesquisas na área da saúde, em especial, no diagnóstico e tratamento do zika, chikungunya e da dengue. Doutor em Biologia, André Furtado foi diretor do Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães (Fiocruz) por 7 anos e hoje é professor aposentado da Fundação Oswaldo Cruz.

Observatório do Conhecimento

O Observatório do Conhecimento é uma rede formada por Associações de Docentes de universidades de diferentes estados brasileiros e parceiros da área da educação, ciência e pesquisa, da qual a ADUFEPE faz parte, que se articula em defesa da universidade pública, gratuita e de qualidade e da liberdade acadêmica. Iniciativa suprapartidária e independente, o Observatório do Conhecimento se mobiliza para enfrentar os cortes de investimentos no orçamento do ensino superior, além de monitorar e denunciar políticas e práticas de perseguição ideológica a reitores, professores, alunos e pesquisadores. Saiba mais em https://observatoriodoconhecimento.org.br

ADUFEPE – 40 anos de luta

Associação dos Docentes da Universidade Federal de Pernambuco, a ADUFEPE é uma entidade de caráter sindical que atua, há 40 anos, na luta em defesa da democracia e da universidade pública, gratuita e de qualidade. Com cerca de 2300 sindicalizados, a associação surgiu durante o regime militar com o intuito de valorizar o caráter do trabalho do professor enquanto produtor e transmissor de conhecimentos. Responsável por conquistas históricas para o ensino público superior no Brasil, a ADUFEPE desponta hoje como referência nacional na luta pela valorização das universidades, da produção do conhecimento, da democracia e da soberania nacional. Saiba mais em http://www.adufepe.org.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.