A possível arma do suicídio de Van Gogh irá a leilão

O revólver foi localizado no mesmo campo em que acredita-se que Van Gogh tenha se matado em julho de 1890

A possível arma do suicídio de Van Gogh irá a leilão
Leilão vai acontecer no dia 19 de junho (Foto: Divulgação/AuctionArt)

A pistola que se acredita ter sido usada por Vincent van Gogh para tirar sua própria vida em 1890 irá a leilão em Paris, anunciou a casa de leilões AuctionArt.

O revólver Lefaucheux de 7mm começará a ser vendido em 19 de junho e deverá chegar a US$ 67 mil. A AuctionArt,que oferece o artefato, descreveu-o como “a arma mais famosa da história da arte”.

“Várias evidências mostram que deve ser a arma suicida de Van Gogh: ela foi descoberta onde Van Gogh atirou; seu calibre é o mesmo que a bala recuperada do corpo do artista como descrito pelo médico na época; estudos científicos demonstram que a arma ficou no solo desde a década de 1890”, disse a casa de leilões em um comunicado.

Acrescentou que a arma era de “baixa potência”, o que pode explicar porque o artista não morreu instantaneamente. O revólver foi exibido anteriormente ao público, em 2012, e no Museu Van Gogh, em Amsterdã, em 2016, mas esta será a primeira vez que ele vai a leilão.

Martin Bailey, um especialista em Van Gogh e autor de “Noite Estrelada: Van Gogh no Asilo”, disse à CNN que a arma em questão é “muito provavelmente” a arma usada por Van Gogh, mas observou que “não podemos ter certeza”.

Ele acrescentou que espera que a arma seja comprada por um dono responsável que “a trate com respeito” e não a mostre como uma “relíquia repulsiva”.

A arma foi descoberta em 1965 por um fazendeiro em um campo na vila francesa de Auvers-sur-Oise, no norte de Paris, onde o artista passou os últimos meses de sua vida. O revólver foi localizado no mesmo campo em que acredita-se que Van Gogh tenha se matado em julho de 1890.

Contas de Adeline Ravoux, cujos pais mantiveram a Pousada Ravoux na época da estada de Van Gogh, detalham os acontecimentos de 27 de julho de 1890, o dia do suicídio. A família estava acostumada a Van Gogh sair depois do café da manhã para passar seus dias trabalhando nos campos ao redor, antes de voltar para o jantar ao entardecer.

Mas naquele dia, Ravoux observou, o artista só retornou depois do anoitecer por volta das nove da noite, apertando o estômago. Ao ouvir os gemidos de Van Gogh, os pais de Adeline foram investigá-lo em seu quarto, onde o encontraram deitado em sua cama, gemendo alto. Quando o pai de Adeline perguntou a Van Gogh o que estava errado, acredita-se que ele tenha dito: “Tentei me matar”.

Van Gogh acabou morrendo 36 horas depois, apesar de ter sido visto por médicos, que simplesmente fecharam suas feridas depois de não poderem oferecer mais assistência.

Não foi a única vez que o artista cometeu um ato de autoflagelação; ele cortou sua própria orelha com uma navalha em 1888, antes de embrulhá-la em um pedaço de papel e entregá-la a um bordel que frequentava na cidade de Arles.

Fonte:
CNN-Van Gogh’s possible suicide weapon to go under the hammer

Deixe uma resposta