Cartas de Einstein sobre insanidade de Hitler são leiloadas

As cartas foram escritas entre os anos de 1921 a 1939 e revelaram a ótica do físico sobre uma das épocas mais obscuras da história mundial

Cartas de Einstein sobre  insanidade de Hitler são leiloadas
‘O poder de resistência que permitiu a o povo judeu sobreviver’, afirmou Einstein em uma das cartas (Foto: Nate D. Sanders)
Três cartas escritas pelo físico Albert Einstein foram leiloadas na última quinta-feira, 28. O teor das cartas revelou em como ele via uma das mentes mais perturbadoras da Segunda Guerra Mundial, o ditador alemão Adolf Hitler.

As cartas foram escritas entre os anos de 1921 a 1939. O conteúdo das mesmas revelavam a ascensão de Hitler ao poder, assim como a resistência judaica.

Uma das cartas foi endereçada para sua irmã, Maja Winteler-Einstein, onde prenunciou que o Holocausto estaria perto.  “Estou muito bem, apesar de haver antissemitas entre meus colegas alemães”, disse para Maja por escrito.

Em outra carta, datada em 1934, Einstein escreveu para sua primeira esposa, onde informava o envio de dinheiro para os cuidados de seu filho esquizofrênico. Einstein também relatou que estava se restringindo “da maneira mais extrema” para sobreviver, alegando que era culpa de Hitler.

“Tudo isso é resultado da insanidade de Hitler, que arruinou completamente a vida de todos que me cercam”, afirmou o físico.

A terceira carta foi escrita para seu amigo, o Dr. Maurice Lenz. Einstein escreveu sobre a perseguição dos judeus antes do início da Segunda Guerra Mundial.

“O poder de resistência que permitiu a o povo judeu sobreviver por milhares de anos foi baseado, em grande parte, em tradições de utilidade mútua. Não temos outros meios de autodefesa que nossa solidariedade e nosso conhecimento de que a causa pela qual estamos sofrendo é uma causa importante e sagrada”.

Estima-se que seis milhões de judeus morreram pela ideologia nazista e seus aliados no Holocausto. O físico trabalhou para ajudar os judeus europeus, mas renunciou à sua cidadania alemã em 1933, quando Hitler se tornou o líder do país.

Fonte:
CNN-https://edition.cnn.com/2019/03/27/us/einstein-letters-holocaust-trnd/index.html

Deixe uma resposta