João Gilberto vence Universal na Justiça

João Gilberto

Nem só de más notícias vive João Gilberto. Ao menos no Judiciário hoje foi um dia para fazer o papa da Bossa Nova sorrir. Por 3 a 0, o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro acaba de confirmar em segunda instância sua vitória sobre a Universal Music, numa causa cara a João.

A ação movida por João Gilberto originalmente tinha como ré a EMI, hoje incorporada pela Universal Music. O cantor reclamava de direitos autorais não pagos pela gravadora desde 1964.

A EMI já fora condenada a pagar os royalties sobre seus discos — os três primeiros álbuns de João, “Chega de saudade” (1959), “O amor, o sorriso e a flor” (1960) e João Gilberto (1961).

Nesta ação de agora, João acusou a Universal de ter esvaziado o patrimônio da EMI para não ter que pagar o que lhe deve.

Cabe recurso à decisão de hoje ao STJ.

O Globo

Deixe uma resposta