Mulheres só podem atender João de Deus se estiverem acompanhadas

Médium foi transferido de presídio para hospital, na última sexta-feira (22)

Mulheres só podem atender João de Deus se estiverem acompanhadas

Sob risco de morte súbita, em decorrência de um aneurisma na aorta, de acordo com laudo apresentado por sua defesa, o médium João de Deus foi transferido do Núcleo de Custódia, em Aparecida de Goiânia (GO), para o Instituto Neurológico de Goiânia, na capital do Estado, na última sexta-feira (22).

Na unidade de saúde, o médium, que está preso acusado de crimes sexuais, só pode ser atendido por profissionais mulheres se elas estiverem acompanhadas. O objetivo é “evitar qualquer tipo de constrangimento”.

O hospital informou, por meio de assessoria, que a recomendação foi feita pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) e pela defesa de João de Deus. Mas a versão foi contestada tanto pela SSP quanto pelos advogados do médium, que negam ter feito o pedido.

De acordo com a TV Anhanguera, filiada da Rede Globo em Goiás, João de Deus está no quarto 407, que é isolado e tem 20 metros quadrados. O espaço conta com antessala, televisão, frigobar, banheiro privativo e aparelho de ar-condicionado.

Deixe uma resposta