Doleiro alvo da Lava Jato é encontrado morto em casa no RS

O Doleiro era ligado a Odebrecht, Michel Temer E Eliseu Padilha

Antônio Claudio Albernaz Cordeiro foi encontrado morto em sua casa, em um condomínio residencial em Porto Alegre (RS), na tarde de domingo (24). Conhecido como ‘Tonico’, o engenheiro agrônomo e doleiro foi alvo de duas operações da Lava Jato. As informações são do site O Sul e da emissora GloboNews.

De acordo com a Brigada Militar, a hipótese mais provável é a de suicídio. Albernaz foi alvo da Polícia Federal (PF) em duas ocasiões: em março de 2016, na “Operação Xepa”, e em maio de 2018, na “Operação Cambio, Desligo”. Ele também foi citado, em 2017, na “Operação Étimo”. As prisões ocorreram pela suspeita de que ele fosse um dos operadores do esquema de corrupção na Petrobras.

Albernaz teria atuado como doleiro em esquemas de contabilidade paralela para pagamento de vantagens indevidas, lavagem de dinheiro e remessa ilegal de dinheiro ao exterior envolvendo a empreiteira Odebrecht.

A Polícia Civil também investiga a morte de Albernaz Cordeiro. A linha investigativa inicial é a de que ele tirou a própria vida, mas ainda não há detalhes confirmados sobre o óbito. Um inquérito foi aberto para apurar a causa e circunstância da morte do doleiro.

Deixe uma resposta