Luciana deve ir à mesa com Bolsonaro

Com férias de Paulo, comunista deve ir à reunião em Brasília

Com férias de Paulo, comunista deve ir à reunião em BrasíliaFoto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco

Passadas as eleições, eis o momento de aparar as arestas. O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) e o futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, convidaram os 27 governadores eleitos para um encontro na próxima quarta-feira, em Brasília. Com férias agendadas anteriormente entre 10 e 20 de novembro, na Espanha, o governador reeleito de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), não participará da reunião e quem deve representá-lo é a presidente nacional do PCdoB, deputada Luciana Santosvice-governadora eleita. 

Apesar de ausente, Câmara deve conversar com os demais gestores do Nordeste para saber quem vai participar e quais posturas adotarão. Todos os governadores da região apoiaram o candidato Fernando Haddad (PT), derrotado na eleição, mas que venceu em todo o Nordeste. A pauta do encontro é a prioridade econômica para os estados. O Palácio do Campo das Princesas confirmou o convite e a ausência do governador, mas não confirmou que a comunista irá representá-lo.

Os debates acerca da nova configuração do secretariado estadual estão ocorrendo sem pressa. O governo estadual aguarda as definições de Bolsonaro sobre fusões de ministérios e anúncio de ministro, além do retorno das férias de Câmara. Mas, enquanto estuda as alterações, o socialista acena para aliados com os quais teve a relação estremecida antes ou durante o período eleitoral. É o caso do PDT e do Solidariedade, por questões díspares. Ambos os partidos estão na base governista e esperam ser contemplados na segunda gestão do governador. O anúncio da equipe só deve ocorrer em dezembro.

presidente estadual do PDT, deputado federal Wolney Queiroz, desembarcou, ontem, em Brasília com um recado do socialista para o presidente nacional do seu partido, Carlos Lupi, com o convite para uma conversa, que deve ocorrer depois do dia 20, quando Câmara retornar ao País. O partido possui a Secretaria estadual de Agricultura e Reforma Agrária, comandada por Wellington Batista (PDT).

O mesmo gesto ocorreu com o presidente nacional do Solidariedade, deputado federal Paulinho da Força. Há duas semanas, Câmara se reuniu com o presidente estadual do SD, deputado federal Augusto Coutinho, no Palácio do Campo das Princesas. E a conversa entre Paulinho da Força, que estava de férias, e Câmara deve ocorrer no retorno do governador ao Brasil, ainda com data indefinida. OSD deseja espaço no governo estadual, ao mesmo tempo em que tenta resolver o problema do deputado federal Kaio Maniçoba (SD), que não se reelegeu, mas ficou como primeiro suplente.

Já com o PT não há atritos aparentes. O partido, contudo, aguarda ser chamado para conversas sobre cargos no novo secretariado estadual, o que só deve ocorrer em dezembro. Nas hostes petistas, há divergência sobre a possibilidade de assumir ou não espaço no governo. Entretanto, a legenda aguarda o contato da gestão para iniciar o debate interno.

FOLHAPE

Deixe uma resposta