Petrobras anuncia redução de 6,2% no preço da gasolina nas refinarias

É reflexo do preço internacional

Reajuste vale a partir desta 4ª feira

Foto: Sérgio Lima/Poder 360

MARLLA SABINO

A Petrobras anunciou redução de 6,2% no preço da gasolina nas refinarias. Com a alteração, o preço médio do produto cairá para R$ 1,8623. Desde 24 de outubro, o preço médio vinha sendo mantido em R$ 1,9855. O reajuste anunciado passará a valer a partir desta 4ª (30.out).

O corte é o maior desde julho de 2017, quando a empresa passou a reajustar os valores dos combustíveis de acordo com as cotações de câmbio e do barril do petróleo no mercado internacional.

A redução é reflexo da variação do câmbio nos últimos dias e das recentes quedas no preço do barril de petróleo no mercado internacional. O preço do barril Brent –negociado na bolsa de Londres– acumula queda de 8,52% desde o início de outubro.

REAJUSTE DE 10,1% NO DIESEL

Nesta 2ª feira (28.out), a Petrobras anunciou redução e 10,1% no preço médio do diesel praticado em suas refinarias e terminais. O litro do combustível será negociado, em média, por R$ 2,1228. O valor vale de 30 de outubro a 28 de novembro.

A estatal integra o Programa de Subvenção ao preço do óleo, estabelecido pelo governo durante a greve dos caminhoneiros em maio. A regra ficará vigente até o final deste ano, quando termina o prazo previsto em lei.

POLÍTICA DE PREÇO

Desde 3 de julho de 2017, a Petrobras adota 1 novo formato na política de ajuste de preços. Pelas novas regras, os reajustes acontecem com maior periodicidade, podendo ser diários.

Em março deste ano, a empresa mudou sua forma de informar os reajustes, e passou a divulgar preços do litro da gasolina e do diesel vendidos pela companhia nas refinarias e não mais os percentuais.

Entretanto, a estatal ressalta que as revisões dos valores podem ou não refletir no preço os consumidores pagam pelos combustíveis nos postos de gasolina.

De acordo a Petrobras, 45% do valor pago pelos consumidores pela gasolina nos postos de combustíveis é referente a impostos – 29% de ICMS (estadual) e 16% de Cide e Pis/Cofins. No diesel, a carga tributária representa 29% do valor final.

Deixe uma resposta