Rio de Janeiro conseguiu se livrar de Eduardo Paes, sua maior ameaça.

Resultado de imagem para eduardo paes bebado

Cabral agora brinca na cadeia, aguardando o amigo Paes

Carlos Newton

Pesquisa de boca de urna do Ibope mostra que o Estado do Rio de Janeiro conseguiu se livrar de Eduardo Paes, do DEM, que deixou a Prefeitura do Rio de Janeiro em situação pré-falimentar. Para os cariocas, o legado da Olimpíada e da Copa do Mundo foi a tragédia urbana, que a atual administração do prefeito Marcelo Crivella, do PRB, está lutando para reequilibrar as contas públicas.

Em São Paulo, com a maior dificuldade, o ex-prefeito tucano João Dória conseguiu vencer o atual governador Márcio França, do PSB. O resultado da eleição em São Paulo desfaz a crença de que Doria teria alguma chance na sucessão presidencial. Certamente teria mais votos do que Geraldo Alckmin, mas não conseguiria chegar a segundo turno, com toda certeza.

BRASÍLIA E MINAS – Dois outsiders venceram as eleições para os governos do Distrito Federal e de Minas Gerais. Advogado e consultor de empresa, disputando eleições pela primeira vez, Ibaneis Rocha (MDB) deu um passeio no governador Rodrigo Rollemberg (PSB), chegando a cerca de 70% dos votos válidos em Brasília.

Em Minas Gerais, o pequeno empresário Romeu Zema (Novo) também estreou na política com impressionante sucesso, derrotando o senador e ex-governador Antonio Anastasia, do PSDB, com 66% dos votos válidos.

De todos os Estados que tiveram segundo turno, o Ibope só tem dúvidas no tocante ao Rio Grande do Sul. A pesquisa de boca de urna apontou vitória do tucano Eduard

o Leite sobre o governador Ivo Sartori, mas a diferença ficou na margem de erro e o Ibope achou melhor aguardar a apuração dos votos.

Deixe uma resposta