Representatividade de mulheres na política continua baixa

No Senado, o número de mulheres eleitas continua o mesmo: sete. Na Câmara, apenas 77 das 513 vagas foram preenchidas por mulheres

Representatividade de mulheres na política continua baixa
As vagas preenchidas por mulheres na Câmara correspondem a apenas 15% do total de deputados federais (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

A participação das mulheres na política ainda é baixa no Brasil. A presença feminina na Câmara dos Deputados aumentou 51% em relação às eleições de 2014, mas somente um total de 77 das 513 vagas serão preenchidas por mulheres.

As vagas preenchidas por mulheres na Câmara correspondem a apenas 15% do total de deputados federais. Além disso, Amazonas, Maranhão e Sergipe não elegeram nenhuma mulher para o cargo.

Em relação ao cargo de deputado estadual, as mulheres também correspondem a 15% dos eleitos. Um total de 161 mulheres foram eleitas — um crescimento de 35% em relação a 2014.

Nas eleições para governador, uma única mulher irá disputar o segundo turno: Fátima Bezerra (PT), no Rio Grande do Norte. Além disso, nenhuma mulher foi eleita no primeiro turno para o cargo.

No Senado, o número de mulheres eleitas continua o mesmo: apenas sete, ou menos de 13% do total de eleitos. Em 20 estados, foram eleitos exclusivamente homens para o Senado, sendo que no Acre, na Bahia e no Tocantins nem mesmo houve candidatas do sexo feminino.

A lei eleitoral determina, desde 1997, que partidos e coligações cumpram a cota mínima de 30% de mulheres na lista de candidatos para as Câmaras dos deputados e Legislativa, as Assembleias Legislativas e as Câmaras Municipais.

Enquanto a representatividade de mulheres na política ainda é baixa, entre os eleitores as mulheres são maioria, representando 52 e meio por cento, ou 77,3 milhões de votos.

Fontes:
EBC – Representatividade feminina na política ainda é baixa, avalia especialista
G1 – Nº de mulheres eleitas se mantém no Senado, mas aumenta na Câmara e nas Assembleias
EBC – Câmara dos Deputados terá 15% de mulheres

Deixe uma resposta