A SOLUÇÃO É TRANSBORDAR E ENCHER OUTROS CORPOS

A solução é a intensidade. É arriscar. Abrir mão do orgulho e os braços para novas oportunidades. É receber o que te faz transbordar. É transbordar e encher outros corpos.

large.jpg

POR PAULA SOUSA

E se te dissessem que hoje é seu último dia, o que faria? É certo que a primeira coisa que pensou foi em se despedir de todos que ama ou passar a maior parte do tempo com eles, mas talvez aí esteja o erro: é provável que este não seja seu último dia, mas que tal ainda assim passar a maior parte do tempo com quem ama? Que tal passar a compartilhar seus dias com pessoas que realmente se importam e que se sentem felizes por suas realizações?

Este é nosso defeito. Nós só damos o devido valor quando estamos prestes a perder. Posso confirmar com 99% de certeza que a maior parte da nossa infelicidade é passar os dias vivendo aquilo que não queremos viver, como manter um emprego que não gosta porque precisa daquele dinheiro para conseguir se alimentar ou ter sua casa para morar. Passar mais tempo naquele escritório, entre quatro paredes, fazendo o que odeia, porque no momento é mais importante construir seu futuro que viver intensamente ao lado dessas pessoas. Mas, novamente, aí está nosso erro, pois não é apenas você que um dia partirá, somos todos nós, inclusive eles, e no momento do adeus é que abrimos os olhos para a realidade.

Não, não estou dizendo para jogar tudo pro alto e deixar seu emprego, nem deixar de lutar para alcançar seus objetivos. Mas que tal usar aquele domingo livre pra ligar pra sua mãe e fazer as pazes? Ou pro seu pai e dizer que apesar de tudo ele continua sendo pai? Ou pro seu amigo e dizer que ele faz falta? Ou pra pessoa que você ama: “o tempo passa e eu ainda te quero”.

A solução é a intensidade. É arriscar. Abrir mão do orgulho e os braços para novas oportunidades. É receber o que te faz transbordar. É transbordar e encher outros corpos.

©obvious

Deixe uma resposta