Lista de pessoas que pré-candidatos seguem ajuda a revelar perfis dos presidenciáveis

Em época de predomínio das redes sociais, lista ajuda a revelar suas preferências e personalidades

POR DANIEL GULLINO

Em uma época de predomínio das redes sociais, com uma importância crescente na política, a lista das pessoas que os presidenciáveis seguem no Twitter ajuda a revelar as preferências e traços da personalidade dos pré-candidatos.

O pré-candidato do PSL, Jair Bolsonaro, acompanha alguns dos principais expoentes do crescimento da direita no Brasil nos últimos anos, como o filósofo Olavo de Carvalho, a advogada Janaína Paschoal, o pastor Silas Malafaia, o apresentador Danilo Gentili e o músico Lobão. No grupo, de 222 pessoas, também é possível encontrar referências de Bolsonaro no exterior, como os presidentes de Estados Unidos (Donald Trump), Argentina (Mauricio Macri) e Chile (Sebastián Piñera) e o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu. Crítico da imprensa tradicional, o pré-candidato também acompanha portais alternativos, como o “Mídia Sem Máscara”, o “Jornalivre” e a “Reaçonaria”.

Em boa parte das 460 pessoas seguidas pela pré-candidata da Rede, Marina Silva, é possível identificar uma ligação com a principal bandeira de sua trajetória política: o ambientalismo. A ex-ministra do Meio Ambiente acompanha diversas organizações voltadas para o tema, como o Greenpeace, o SOS Mata Atlântica e o Observatório do Clima. Também segue personalidades com atuação nessa área, como a modelo Gisele Bündchen e o ex-vice-presidente dos Estados Unidos Al Gore. Ainda aparecem páginas que defendem direitos indígenas, como o Conselho Indigenista Missionário (Cimi) e a Operação Amazônia Nativa (Opan).

Geraldo Alckmin, presidenciável do PSDB, demonstra um vínculo com a política partidária: cerca de metade das 422 pessoas que ele segue são políticos, dos mais diversos cargos, principalmente tucanos. Governador de São Paulo por quatro mandatos, ele segue mais de 50 páginas ligadas à administração estadual.

Ciro Gomes (PDT) é o que usa o Twitter há menos tempo. Isso se reflete no número de contas que ele segue: apenas 65. Há pouco mais de dois anos no partido, Ciro parece querer estreitar os laços com o PDT: ele segue 11 páginas ligadas à sigla, como de diretórios estaduais ou de grupos de juventude. O pedetista, que aposta no apoio de celebridades para alavancar seu desempenho nas redes sociais, segue ainda Caetano Veloso e Tico Santa Cruz.

 

Deixe uma resposta