Conservadores pressionam Theresa May para endurecer as negociações do ‘brexit’

Conservadores pressionam Theresa May para endurecer as negociações do ‘brexit’

Por Reuters

Mais de 30 parlamentares conservadores assinaram uma carta exigindo que a primeira-ministra britânica, Theresa May, endureça as negociações para deixar a União Europeia, aumentando a pressão sobre primeira-ministra antes de uma difícil reunião de governo.

May prometeu superar divisões profundas no seu gabinete de ministros em uma reunião esta semana e conseguiu alcançar um esboço para a futura relação com a UE, um passo necessário para avançar nas negociações, paradas até agora.

A carta dos Conservadores aumenta a pressão, que até agora tem evitado dar detalhes dos planos do “brexit” por causa das divisões dentro de seu próprio gabinete. A carta, datada de 29 de junho, pede que May “demonstre coragem e liderança frente aqueles que tentam minar o desejo expresso pela população britânica no referendo de 2016”.

“Nossa partida deve ser absoluta. Não devemos nos manter emaranhados com as instituições da UE que restringe nossa habilidade de exercer nossa soberania como uma nação independente. Qualquer coisa menos enfraquecerá nossa democracia. O Reino Unido deve se manter firme”, diz o texto.

Os parlamentares também indicaram que qualquer extensão da transição para além de 31 de dezembro de 2020 não será aceita.

Menos de nove meses antes do Reino Unido deixar a UE, May também está sob pressão de Bruxelas para definir sua visão sobre os futuros laços com a UE.

Deixe uma resposta