Lula segue líder e é peça chave nessas eleições, diz Humberto

Senador Humberto Costa (PT)

Senador Humberto Costa (PT)      Foto: Roque de Sá/Agência Senado
Blog da Folha

O senador Humberto Costa (PT) comentou os números da pesquisa CNI/Ibope, divulgada nesta quinta-feira (28). No levantamento, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) aparece com 33% das intenções de voto, seguido do deputado federal Jair Bolsonaro (PSL), com 15%, e da ex-ministra Marina Silva (Rede), em terceiro com 7%. Para o parlamentar, “os números confirmam a força política de Lula nessas eleições”.

“Mesmo enfrentando a maior perseguição política já vista no Brasil, Lula é, sem dúvida, o principal personagem para a disputa política deste ano. É um fenômeno sem qualquer semelhança com qualquer outro na história desse País. Um líder preso, condenado sem provas, impedido de fazer campanha, mas que segue líder absoluto em todos os levantamentos”, destacou o senador.

Para Humberto Costa, é a força política do ex-presidente que justifica a “caça” a Lula. “Está muito claro para mim e creio que para a maior parte da população brasileira que o PT é criticado pelos seus erros e não por seus acertos. Lula segue preso sem nenhuma prova e os seus adversários sabem que, independentemente de qualquer manobra, ele segue sendo peça chave para essas eleições”, afirmou.

Sem o ex-presidente, o cenário aponta Jair Bolsonaro e Marina Silva tecnicamente empatados na liderança da corrida presidencial. No levantamento, Bolsonaro aparece com 17% das intenções de voto, enquanto Marina tem 13%. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos, o que configura empate técnico entre os pré-candidatos.

Humberto também comentou a baixa popularidade do presidente Michel Temer (MDB) na pesquisa. Segundo o levantamento, Temer tem 79% de rejeição e apenas 4% de aprovação. “É um governo que nunca teve um voto, que não tem adesão da população e que implementa uma agenda que jamais passou e nem passará pelo crivo das urnas”, assinalou.

Deixe uma resposta