Câmara desembolsa R$ 13,3 milhões para deputados não apertarem botão de elevador

AERO

Por Bruno Goés

Câmara dos Deputados assinou o quarto e último termo aditivo, no mês passado, de um contrato para os ascensoristas que prestam serviço no local. Em vigência desde 2014, os custos já chegaram ao valor de R$ 13,3 milhões para os cofres públicos. Calculado em R$ 656, o último aditivo, feito para os parlamentares evitarem a simples tarefa de apertar um botão de elevador, terá prazo de dois meses.

A vencedora da licitação, a C&P soluções em telemarketing fornece 50 ascensoristas, oito “telefonistas de fluxo de elevador”, sete “recepcionaistas de fluxo de pessoas” e um encarregado geral, de acordo com o contrato.

 

Deixe uma resposta