Estátua coberta para evento islâmico gera polêmica na Itália

A estátua nua do general grego Epaminondas, exposta em um teatro na cidade de Cairo Montenotte, na Itália, foi coberta por conta de um evento islâmico que aconteceria no local.

Um pano vermelho foi colocado sobre o monumento no último sábado (14), a pedido de duas associações muçulmanas que promoveriam um diálogo inter-religioso no teatro.

No entanto, a medida causou polêmica na Itália. O líder do partido direitista Liga Norte, Matteo Salvini, classificou o ato como uma “loucura”.

De acordo com informações da Isto É:

O restaurador da obra, Mario Capelli Steccolini, falou que Epaminondas foi coberto por “exigências cerimoniais”. “Que fique claro que a [estátua] Epaminondas foi coberta por exigências cerimoniais”, disse.

Para o presidente da Federação Islâmica da Ligúria, Chams Eddine Lahcen, também não se trata de “nenhuma censura”. “Eu cobri a estátua, mas somente durante a cerimônia. Ela estava destoante da ambientação marroquina”, explicou.

“O nosso Islã é moderado, e essa polêmica nos fere. Nós organizamos um diálogo inter-religioso para nos aproximar de todos. Não permitiríamos cobrir a estátua por motivos culturais”, acrescentou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.