Nomeada por Lula, desembargadora que negou prisão de Wagner já foi alvo do CNJ

 Resultado de imagem para Jaques Wagner

Por  O Antagonista

Mônica Jacqueline Sifuentes Pacheco de Medeiros é a desembargadora do TRF-1 que autorizou os mandados de busca e apreensão da Operação Cartão Vermelho, e negou os pedidos de prisão feitos pela Polícia Federal, incluindo o de Jaques Wagner.

Em 2016, a desembargadora foi investigada pelo CNJ pela quantidade de processos acumulados em seu gabinete. Em janeiro daquele ano, eram mais de 2,6 mil ações pendentes de análise.

Numa entrevista, na época, ao site Metrópoles, ela reconheceu que o acervo tinha aumentado, mas disse que aquela situação não ocorria apenas em seu gabinete.

Mônica Sifuentes é natural de Belo Horizonte e assumiu a vaga no TRF-1 em 2010, tendo sido nomeada por Lula.

Deixe uma resposta