MPF abre inquérito para apurar suposto esquema de favorecimento à Vivo

Acordo semelhante foi negado ao Grupo Oi

Investigação ainda está em fase inicial

Loja da Vivo em São PauloDivulgação

O MPF (Ministério Público Federal) instaurou, nesta 2ª (19.fev.2018),  inquérito civil para apurar 1 suposto esquema de corrupção envolvendo a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), com o objetivo de favorecer o Grupo Telefônica, dono da marca Vivo. As informações são do jornal O Globo.

A investigação é conduzida pelo procurador Ivan Cláudio Marx e está sob sigilo. Um dos objetivos do inquérito é apurar por que a Anatel aceitou 1 acordo de TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) em outubro de 2016 para a Vivo enquanto negou o mesmo instrumento para a Oi.

No momento, o inquérito está em fase preliminar. Para o procurador apresentar uma denúncia à Justiça, é necessário encontrar evidências que indiquem a prática de crime.

Em nota, divulgada nesta 5ª feira, a Anatel diz que tomou conhecimento do caso pela imprensa. “A Anatel colocar-se-á ao dispor das autoridades no que for necessário para elucidação dos fatos”, diz a nota.

Deixe uma resposta