TRE-PE planeja ações contra Fake News nas eleições

Blog da Folha

O Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TER-PE) realizou uma coletiva, hoje, para elencar as medidas que estão sendo planejadas para combater a proliferação de “Fake News” durante o período eleitoral. Ciente de que, hoje, as notícias falsas que circulam na internet “são a principal preocupação da Justiça Eleitoral no País”, o órgão implementará ações para “conscientizar os cidadãos, identificar eventuais divulgadores de boatos e calúnias e agilizar as punições”.

Inicialmente, o tribunal criará uma Central de Denúncias, que terá o papel de fazer uma triagem de todas as informações que chegarem à Justiça Eleitoral. Qualquer denúncia sobre fale News pode ser feita no site do TER (www.tre-pe.jus.br), pelo email ouvidoria@tre-pe.jus.br ou pelo Disque Eleitor (3194-9400). Além disso, no segundo semestre, o tribunal superior eleitoral disponibilizará em seu site o sistema Pardal, outro canal para recebimento de denúncias.

Da mesma forma, será lançada uma campanha nas redes sociais com o lema “nem sempre por trás de uma informação existe uma boa intenção”. “Queremos preservar a lisura do processo eleitoral e isso se faz, também, combatendo a disseminação de mentiras na internet. Sabemos que é uma tarefa difícil, mas faremos a nossa parte”, colocou o desembargador Luiz Carlos Figueirêdo, presidente do TER-PE.

Ontem, Luiz Carlos se reuniu com o procurador regional eleitoral, Francisco Machado Teixeira e com delegados da Polícia Federal Renato Madsen (Chefe da Delegacia de Combate ao Crime Organizado) e Belmiro Freire (Chefe da Delegacia de Defesa Institucional), para intensificar as ações contra as Fake News. Na ocasião, a PF colocou que tem a intenção de mapear com antecedência os municípios onde poderão haver tumultos, trabalhar em conjunto com outras forças policiais e estabelecer um canal para que os agentes possam punir eventuais propagadores de notícias falsas.

Deixe uma resposta