Deixe um comentário

Investigadores da PF estão convictos de que provas contra Temer inibirão os deputados de poupá-lo

Depoimentos, apreensões e a segunda etapa dos áudios são os motivos da confiança na qualidade do inquérito

Por Diego Escosteguy

Os investigadores da Polícia Federal responsáveis pelo inquérito relativo ao presidente Michel Temer estão convictos de que as provas contra ele são tão robustas que dificilmente a Câmara dos Deputados deixará de autorizar o Supremo Tribunal Federal (STF) a investigá-lo. Os depoimentos colhidos, as apreensões realizadas e a segunda etapa dos áudios da JBS são os principais elementos.

A Procuradoria-Geral da República deverá denunciar Temer nas próximas semanas.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: