Deixe um comentário

Só derrotando reformas há chance de governar

Manifestantes realizam ato contra as reformas trabalhista e da Previdência no largo da Batata (zona oeste de São Paulo)

Vinicius Mota – Folha de S.Paulo

Sem derrota de Temer na Previdência, janela da esquerda para o poder se estreita

A centro-esquerda tem à disposição uma última grande cartada para transformar o Brasil em exceção à onda de centro-direita que engolfa nações do Ocidente. Para isso, precisa derrotar a reforma previdenciária do governo Temer.

O Datafolha simulou a eleição presidencial num quadro de fim de linha para políticos que avistaram a Medusa da Lava Jato e no fundo do vale da recessão.

A centro-esquerda torna-se mais competitiva nesse ambiente não apenas pelo resultado de Lula. A ausência do aiatolá petista, resultante de possível condenação judicial, seria preenchida por Ciro Gomes em condição favorável de partida.

O tempo, entretanto, trabalha contra o prolongamento do cenário até a eleição de outubro de 2018. A recuperação cíclica da economia tende a transmitir a eleitores esfolados de hoje a mensagem de que algum sacrifício reformista vale a pena.

Como Lula se beneficia ironicamente do impeachment, pois estaria trucidado se Dilma Rousseff estivesse no comando, qualquer candidato suficientemente distanciado dos escândalos e identificado com a abertura econômica será favorecido se tudo correr como planeja Temer.

Para que sua janela rumo ao poder não se estreite, resta à centro-esquerda derrotar a reforma da Previdência, o que faria propagar ondas de choque da crise até o pleito presidencial. O desalento poderia levar um Bolsonaro para o segundo turno, adversário dos sonhos de Lula ou Ciro.

Apesar de não ter votos para derrubar o projeto no Congresso, a centro-esquerda conta com um poderoso aliado: a república corporativista do Brasil, difícil de ser derrotada se jogar em harmonia.

Já nas ruas, a batalha parece mal encaminhada com uma “greve geral” para convertidos e sindicalistas prestes a perder boquinha de R$ 3 bilhões. A volta da violência nos protestos tampouco ajuda as pretensões da centro-esquerda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: