“Hoje mudou a história do Brasil”, comemora Sérgio Moro

Foto: Rodolfo Burher

Em conversa informal na noite desta sexta-feira (26), dia em que vazou parte do conteúdo da delação premiada feita pelo dono da UTC, Ricardo Pessoa, o juiz Sérgio Moro, responsável pelos processos da Lava Jato, declarou: “hoje mudou a história do Brasil. 26 de junho, guardem essa data”. Foi no aeroporto Afonso Pena, antes de embarcar para Maringá, cidade de origem, depois de uma das semanas mais decisivas desde o início da Operação Lava Jato, em maio de 2014.

Em depoimento, Ricardo Pessoa disse ter feito doações oficiais a campanhas de candidatos de PT, PTB, PMDB, PSDB e PP com o dinheiro desviado da Petrobras.  Ele afirmou ter repassado R$ 3,6 milhões de caixa dois para o ex-tesoureiro da campanha da presidente Dilma Rousseff em 2010, José de Filippi, e o ex-tesoureiro nacional do PT, João Vaccari Neto, entre 2010 e 2014. A notícia causou pânico no Palácio do Planalto e foi tema de uma reunião com ministros, convocada às pressas por Dilma Roussef, na noite desta sexta-feira. O governo atribui as acusações ao “vazamento seletivo sem provas definitivas” com intenção de prejudicar a atual gestão.

Os nomes de 18 políticos supostamente citados pelo dono da construtora UTC, Ricardo Pessoa, como beneficiados com dinheiro da corrupção foram revelados pela revista Veja neste fim de semana:

– Campanha de Dilma Rousseff em 2014: R$ 7,5 milhões.
– Campanha de Luiz Inácio Lula da Silva em 2006: R$ 2,5 milhões.
– Ministro Edinho Silva (PT), ex-tesoureiro da campanha de Dilma: valor não informado.
– Ministro Aloizio Mercadante (PT): R$ 250 mil.
– Senador Fernando Collor (PTB-AL): R$ 20 milhões.
– Senador Edison Lobão (PMDB-MA): R$ 1 milhão.
– Senador Gim Argello (PTB-DF): R$ 5 milhões.
– Senador Ciro Nogueira (PP-PI): R$ 2 milhões.
– Senador Aloysio Nunes (PSDB-SP): R$ 200 mil.
– Senador Benedito de Lira (PP-AL): R$ 400 mil.
– Deputado José de Fillipi (PT-SP): R$ 750 mil.
– Deputado Arthur Lira (PP-AL): R$ 1 milhão.
– Deputado Júlio Delgado (PSB-PE): R$ 150 mil.
– Deputado Eduardo da Fonte (PP-PE): R$ 300 mil.
– Prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT-SP): R$ 2,6 milhões.
– Ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto: R$ 15 milhões.
– Ex-ministro José Dirceu: R$ 3,2 milhões.
– Ex-presidente da Transpetro Sergio Machado: R$ 1 milhão.

 

fonte:paranaportal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.